Marcadores

Seguidores

sábado, 11 de setembro de 2010

Águas Azuis


ÁGUAS AZUIS

Nas marcas d´águas das loucuras
Caminho entre o espasmo e paixão
Á beira dos panos das ternuras
Vejo-te todo cobalto de emoção.

No profundo azul do teu coração
Humano, mais feliz das criaturas,
Que sonha o sonho que antemão
Reflete a vida com toda fissura.

E cintilas os lagos dos olhos meus
E a vazante que dos céus me refletem
Margens dos rios nos braços teus

Em águas de felicidades e apogeus
Que todo meu universo te sente
No translúcido sorriso de Deus.

 
Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados®

Um comentário:

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!