Marcadores

Seguidores

domingo, 26 de maio de 2013

Náutica Flor



NÁUTICA FLOR

Náutica flor, pétalas das minhas horas!
Maruja flutuante desse meu tempo
navegante que apesar do contratempo
persiste nas borrascas desse meu agora.

Sobrevivente amor das águas e marés!
Essência mística das vítimas das vagas
que ora perto é cor que alimenta, afaga,
quando ao longe é visão mareada das galés.

Ondina flor, marinheira dos meus ventos!
Zelai por mim sobre o azul do mar revolto,
sob o céu da insensatez, salinizado, solto,
e sobre o rio do amor em movimentos.

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Branca Lua



BRANCA LUA

Quando a branca lua se põe em teus braços
perfuma o meu colo de tuas vindas e partidas
e a insone madrugada orvalha-me de teu vigor
no refúgio das altas luas em crescentes sedas
reflorindo rosas de ternuras em minhas mãos
exalando-me por todas as esperas...

Ai Amor! Quão infindável é essa paixão
para além das luzes dos meus olhos
entregue ao território do teu amor sem fim,
intuindo-me a essência do tempo transponível
enquanto aguardo teu corpo em meus braços!


Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Espelhos

Foto de Piedade Araujo Sol

*
Tímido raio de luz
espelha na água fria 
a cor que transluz! 

*

Foto de Piedade Araujo Sol
Tu espelhas-me
rio a correr no tempo.
Vida em curso!
*



Meu  sincero carinho a Piedade Araujo Sol
pelas belas fotos que me inspiram haicais.
Obrigada!!

*


Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

terça-feira, 14 de maio de 2013

Disfarces



DISFARCES
Rondel XXXI

Somos as faces de um mesmo disfarce
jogados na vida tal qual uma semente
a germinar em terra fértil a catarse
dos momentos libertos da corrente.

E à toda sorte somos tecido ou esgarce
vestidos de rendas ou de trapos somente.
Somos as faces de um mesmo disfarce
jogados na vida tal qual uma semente.

É que trazemos n´alma algo que ressarce
o descaminho e o peso de ser evidente
diante de tudo ou além do nada, e o enlace
cativo das sendas alçando vôo fremente.
Somos as faces de um mesmo disfarce!



Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Exultante Sensação



EXULTANTE SENSAÇÃO

Aqueles que se amam por inteiro
Entregam-se às salivas da paixão,
Boca à boca, tresloucados de emoção
Em gulas um do outro em braseiros.

Transpiram peles no ato e no tato
Provam setas do cupido arqueiro
No pulsar de um alerta sinaleiro
Desvendam reentrâncias e recatos.

Deles exalam cheiro de amor e sexo
Prazeres sussurrantes aos ouvidos
Sinfonias de côncavo e convexo

Que de olhos abertos ou fechados
Vêem-se energizados por alaridos
De um sexto sentido: enamorados!

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Primeira Luz



PRIMEIRA LUZ


Estrela amante em noites de brilhante luz 
É clarão cintilante em longa e divina espera. 
Prenúncio luminoso no lastro das quimeras 
Que no peito do sol silente deita-se, reluz. 

Transluzem beijos de amores espargidos 
À luz incandescente das chamas imersas 
No cósmico das esteiras que adversas 
Fiam-se horas de desejos consumidos. 

E eu, entre juras e encontros compartidos 
Sou uma réstia de luz ao sol da nova era 
Esperando o verso eternizado e sidério 

À  primeira luz que a paixão encerra 
No universo do amor em sustenidos, 
Vestida de sol e de seus mistérios.



Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®