Marcadores

Seguidores

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Acalentos




ACALENTOS

Sonhas-te Poeta !
Deixe que o delírio
Assuma as linhas do equilíbrio
Nas curvas das palavras incompletas.

Sonhas-te Homem !
Redesenhe o hábito
Na fé de teus mitos
Com punhos de passagens.

Sonhas-te meu Redentor!
Metade da minha sorte
Eu lancei, fiz-me forte,
No espelho do teu valor.

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

4 comentários:

  1. Sonhas-te meu Redentor!
    Metade da minha sorte
    Eu lancei, fiz-me forte,
    No espelho do teu valor.
    Existe doçura caranho em cada verso
    amo seus poemas por isso nunca esqueço seu endereço.
    Um feliz final de semana.
    Evanir

    ResponderExcluir
  2. Só tenho uma palavra pra descrever este poema...
    Lindo!

    Saudações sempre

    ResponderExcluir
  3. minha querida e amada amiga!
    Muito feliz fico quando vejo o poeta transformar cada palavra
    em poesia...e essa está divina...
    bjs minha linda!

    ResponderExcluir
  4. Ficou um mimo o seu pensar.
    Agradecido pela audacia do comentario.
    Ficar bem.
    Jorge.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!