Marcadores

Seguidores

domingo, 28 de novembro de 2010

Lábios de Cereja



LÁBIOS DE CEREJA

Labios de cereja ao sabor do vento
É o gosto que sinto nesse meu cantar
Quando tu vens num vôo passarinhar
O doce ninho que na boca acalento.

E caprichosamente tu me destinas
Ser vermelha, doce , transparente,
Sabor de néctar, polpa mordente,
Mel que maduramente me impregnas.

E sou quase música, quase poesia.
Um rubro casulo da eterna canção.
A miragem da noite na doce ilusão
De ter teu nome na boca dos meus dias.

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!