Marcadores

Seguidores

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Cálice dos Sentidos



CÁLICE DOS SENTIDOS

Percorres o corpo da mulher com mãos de destrezas
Trilhando em mim toques de estremecer margens
Visionárias, acalentando em ti ícone das aragens,
 Em meu cálice de sentidos reinantes na tua beleza.

Ponto a ponto, perito em descobertas de beijos
Ao decifrar minha língua de amor em tua boca
Ardorosa, brasa da minha chama quase louca,
Incendiando meu viver em teu peito de desejos.

És razão dos meus afagos encharcados de paixão
Em teus braços de infinitos em noites de luares,
Gementes de amores pelo universo dos pares,
Tais amantes predestinados ao corpo e coração.

Senhor do meu destino, cognome das volúpias,
Signo desse meu amor que trago por oferenda
Ao teu nicho de mistérios para que me prendas
Ao leito flagrante das tuas mãos em fúrias.


Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!