Marcadores

Seguidores

sábado, 20 de novembro de 2010

Amazona


AMAZONA

Nossos chacras se umedecem de amores
Escravizando nossas pernas em frenesis
Soltando gemidos que nos fazem servis
Na doce vida dentro da vida dos ardores.

E acordoas-me dedilhada ao teu pinho
Cantante de águas, marés em cios
Energizada de teu tórax em desvarios
Galopamos batimentos pelos caminhos.

Nua em pelo nas rédeas dos transes
Encaixada nas selas do meu azalão
Sou tua amazona extasiada de paixão
Em tessituras de teus beijos e alcances.

Tu, cancioneiro sob meus quadris
Percorres minhas sedas em andaduras;
Seduz minha pele, minhas quenturas
E amorosamente sou tua flor de liz.

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!