Marcadores

Seguidores

sábado, 27 de dezembro de 2014

Araponga


Araponga

Araponga, pássaro de canto forte
Cantava para todo  quarteirão
Sem se importar com sua sorte
Dentro daquele grande  gaiolão.

Naquele alto grito oficineiro
Quase o ouvido transtorna
Tal batida de um ferreiro
Do martelo na bigorna.

E eu criança quando ali passava
Torcia muito para ele não gritar
Tão estridente que apavorava
Que depressa corria atravessar.

Mas o pássaro só queria cantar
Nas matas, aos bandos, onde voava,
Estar e ficar lá em seu habitat, 
e sem ninguém incomodar.


Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!