Marcadores

Seguidores

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Memórias da nossa casa



Memórias Da Nossa Casa

Tatuamos naquelas brancas paredes
nosso ninho de amor em ternuras,
as juras ao balanço das redes
e as sedes que enlaçam criaturas.

O tempo ladrilhou o nosso chão
e nos corredores nossos passeios
semearam jardins no meu coração
florescendo rosas rubras nos seios.

Lembranças de um sol vivo na sala
energizando horas ao amanhecer
para sermos felizes sem escala.

Hoje nossa casa guarda o viver
no cognome saudade e apunhala
dois corações logo ao alvorecer.

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

6 comentários:

  1. o soneto está perfeito e fala de uma coisa que todos nós gostamos.
    boa semana.
    beijos

    :)

    ResponderExcluir
  2. Los recuerdos de la vida en una sala de Sol...que bonito Vilma, precioso este soneto, felicidades.Feliz semana un abrazo amiga.

    ResponderExcluir
  3. Muito belo este soneto!

    Bom inicio de semana.

    Beijo

    Sónia

    ResponderExcluir
  4. As lembranças nunca se apagam...

    Belo soneto!

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Vindo do blog da Piedade conhecer o blog e parabenizar pela bela rosa que ganhastes,
    Belo poema cheiinho de boas lembranças _ é o que vai ficando pelos caminhos.
    deixo abraços

    ResponderExcluir
  6. Vilminha! Como é que eu acertei vir aqui! Que belo soneto! Beijos no coração, Odir

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!