Marcadores

Seguidores

sábado, 19 de janeiro de 2013

Quantas Vezes....




QUANTAS VEZES...

Quantas vezes, amor, quantas vezes
Sinto-te num longo ardor em segredo
Descobrindo meus olhos de enredos
No teu corpo de amor em prazeres.

Ah! Quantas luas dormidas em chamas
Rastreando-te âmbar, baunilha e mel
Nas pousadas do medo de quem ama
Encastelada ao teu peito arranha-céus.

Quantas vezes, amor, já te esqueci,
Prá lembrar-te ainda mais louca
Com teu beijo na minha boca
A ensinar-me saudades de ti...


Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

24 comentários:

  1. Belas expressões poéticas. Parabéns, Um belo fim de semana

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Vilma, como sempre...

    Beijinhos


    Ana

    ResponderExcluir
  3. Saudades doloridas demais...
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  4. Oi Vilma! Render-se aos encantos dos seus versos não é só uma questão de sensibilidade, é testificar que a beleza existe e que mora neles. Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Olá Vilma!
    Que sensibilidade! Que belo poema de amor!
    Um abraço.
    M. Emília

    ResponderExcluir
  6. Vilma, que lindos versos.

    bjo com carinho pra ti!

    ResponderExcluir
  7. Olá querida Vilma,

    Belo e saudoso amor...

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Saudades e imposibles olvidos a un Amor instalado en esos aires de secretos.
    Precioso Poema.
    Um abraço e beijos.

    ResponderExcluir
  9. Este poema ficou simplesmente lindíssimo... Aplausos!

    ResponderExcluir
  10. Eita poema lindo!!!! Vilma amiga estavas inspiradíssima. Bjus querida!

    ResponderExcluir
  11. Sensibilidade à flor da pele, bela captação do abstrato transformado em palavras.
    Bom domingo, a paz
    Beijos de Sandra Mayworm

    ResponderExcluir
  12. Oh Vilminha sempre arrasando né
    que legal esse poema amei
    bom domingo e um começo de semana
    cheio de muita paz bjusss
    Rita
    ---- ღ˘◡˘ღ

    ResponderExcluir
  13. Oi amiga, tudo bem? Vim ler mais um de seus lindos poemas e agradecer pela visita e comentário em meu blog, volte sempre, pois é, para mim, uma imensa honra recebê-la. Desejo uma ótima semana pra você, cheia de alegrias. Abraços do amigo Bicho do Mato.

    ResponderExcluir
  14. Hermosa poesía Vilma...besos y que pases una linda tarde de domingo.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Vilma!
    Estou retomando minha rotina junto ao blog e voltando a rever os amigos...
    Teus sonetos são sempre lindos!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Pois, amiga...
    O amor é um grande enredo!

    Beijinho para si!

    ResponderExcluir
  17. Estou aqui hoje por um motivo mais que especial.
    Tenho que dizer que não foi fácil conseguir você para ser meu seguidor,
    foi muita motivação impulsionando com postagens e visitas...que atingi 300 seguidores
    Agradeço te convidando a visitar a florada do IPÊ junto comigo no FOLHAS DE OUTONO !
    Deixo o meu abraço recheado de carinho !!!!!

    ResponderExcluir
  18. Admirável, Vilma.

    Tecer o Amor, é uma enorme arte.

    ResponderExcluir
  19. Olá amiga, tudo bem Vilma? Estava em falta com você, ontem quase vim antes de publicar, mas meu PC começou travar e não consegui fazer muita coisa na net. Amiga linda esta sua poesia, amor e a saudade são dois sentimentos tão contraditórios, ele nos faz sofrer, mas também nos sentimos vivas... ahhh o amor que chega sem nunca avisar!!!
    Beijos amiga !
    Clarice

    ResponderExcluir
  20. Vilma mais um belo poema....meus parabéns.

    ResponderExcluir
  21. ▓▓▀▀▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▀▓▀▓▓▓▓
    ▓▓▌█▀▓▓▓▀▀▓▀▀▓▓▌▀▐▌▄▐▓
    ▓▓▄▄▄▌▄▐▌▐▓▌▐▓▓▓▌▓▌▀▐▓
    ▓▀▀▓▓▌▀▐▓─▓─▌▄▄▓▄▓▀▓▀▓
    ▓▌▐▓▓▓▓▓▓▌┼▐▌▄▄▓▓▓▐▓▌▓
    ▓▄▄▓▓▓▓▓▓█▄█▄▄▄▓▓▓▄▄▄▓
    . ★MaRiBeL★ .

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!