Marcadores

Seguidores

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Território Do Teu Beijo



Território Do Teu Beijo
Rondel XXV -

Como se fosse mar que a praia invade
Teu beijo toma posse dos meus desejos.
Apodera-se do gosto da sensualidade
E trama nossas salivas em cortejos.

Sugas da minha língua a umidade
Das lambidas no teu corpo de vicejos,
Como se fosse mar que a praia invade,
Teu beijo toma posse dos meus desejos.

Faz-se teu o território da sagacidade
Quase inteiro em meus arquejos,
Boca à boca, com toda virtuosidade
Manejas sedento a nossa vontade.
Teu beijo toma posse dos meus desejos!


Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

35 comentários:

  1. Lindo!
    Pena que o cálido beijo, o beijo primórdio do amor, com o tempo, vire uma figura pra lá do horizonte ou uma doce resplandecência do passado.

    ResponderExcluir
  2. Bonito poema, repleto de lirismo. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

    ResponderExcluir
  3. Vilma..tem coisa melhor do que o encontro de dias almas num beijo?

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Lindíssimo Vilma. Uma sensualidade bela. Um beijo mágico. Bjsss

    ResponderExcluir
  5. Lindo, Vilma...realmente um beijo tem um poder incrível
    :* ,:* ,:*

    ResponderExcluir
  6. Momento mudo
    o desejo, o beijo,
    ambos, eis tudo!

    ResponderExcluir
  7. Boa noite querida amiga Vilma. Nossa, assim você mata o papai... kkkk. O beijo, a maior entrega de dois corpos apaixonados... se no beijo não liga... é melhor partir para outra que a relação já era... Um grande beijo (não tão especial como no teu poema é claro, kkk). Fique com DEUS.

    ResponderExcluir
  8. Um beijo... O início de um poema chamado amor.... Lindo! Dia 07 de agosto é aniversário de um (01)ano do Blog! Espero você! Obrigada pelo carinho e pelos comentários sempre tão gentis!
    Um abençoado e feliz final de semana!
    Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Vilma tudo bem? Adorei o poema, ficou lindo. Eu gosto muito dese gênero poético, mas já tentei e não consegui escrever nenhum Rondel, eu me perco nos versos e acaba saindo outra coisa. Meus parabéns pelo talento. Um abraço do Bicho do Mato

    ResponderExcluir
  10. Vilma

    Muito lindo
    Beijo que te inspira muita sensualidade nos seus poemas.
    Um lindo dia para você.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Oi Vilma,
    este é sensualidade pura,
    amor através do beijo!
    maravilhoso ...
    beijos para você
    bom fim de semana

    ResponderExcluir
  12. Olá Vilma. Passei aqui para me deleitar com seus poemas. O território do beijo é realmente como o mar, que também beija docemente. Belíssimo. Um abraço!

    ResponderExcluir
  13. Visite entes queridos no blog, mensagens muito bonitas,
    fazer corações encantados .. hehe
    obrigado

    ResponderExcluir
  14. Vilma, essa poesia não é só bonita e bem escrita; vai além disso: é de uma sensualidade que causa frenesi, creia!
    Um beijo e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  15. O PAPEL E O POETA

    Não quero mais ser um coadjuvante
    Para ser lembrado apenas por um lapso.
    Estou farto de pensamentos disfarçados em abstrato
    Ziguezagueando por entre linhas de raciocínio.

    Quem é o criador?
    O poeta que se torna escravo de suas musas
    Ou o papel que as alforria silenciosamente?
    Perguntas sem respostas
    Cuja desculpa se encontra
    No último parágrafo.

    Cansei de ser o fardo de uma pena
    E depósito de frustrações.
    Quero libertar-me desse jugo
    E prender-me em minhas próprias idéias – ou:
    Ser o personagem da minha própria pessoa.

    Quero atuar em meu próprio mundo,
    Ser a minha gramática,
    Sem uma sentença que me condene.

    Quero descobrir o meu verdadeiro papel,
    Poder enxergar a mim mesmo.
    Não sobre uma escrivaninha fria e empoeirada
    Que o tempo deixou no esquecimento,
    Mas sim em cada alma,
    Em cada poesia.


    *( Agamenon Troyan )

    ResponderExcluir
  16. Com esse território do seu beijo que
    é um sonho de poema , eu convido vc para
    comer um pedaço de bolo pelo meu níver e do Blog
    Passe por ala será bem vinda
    Parabéns mais uma vez pelo poema
    Abraços com carinho
    Rita!!!!!

    ResponderExcluir
  17. Hermoso poema Vilma,
    que tengas un buen dia.
    un abrazo.

    ResponderExcluir
  18. Vilma querida Poeta mais um poema brilhante em teu acervo!
    Parabéns pela criação e pela magia que vai pintando nas estrofes.Fantástico teu blog!Bjs de violetas

    ResponderExcluir
  19. Boa noite menina criativa !
    Como viajo nos teus poemas,vira sempre uma canção ao ler ...lirismo puro...
    bjssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  20. .


    Entre tantas possibilidades
    só restou, Água na boca
    em minha página.

    Você sabia disso?

    Beijos de amizade e compa-
    nheirismo.

    silvioafonso







    .

    ResponderExcluir
  21. Boa tarde, vilma. Que poesia forte, que desejos são esses viscerais, sensuais e encantadores em suas paixões?
    O beijo entontece a alma sedenta de prazer, amor e desejo manifestos no corpo o que de dentro vem.
    Parabéns, e já estou aqui.
    Beijos na alma e fique na paz!

    ResponderExcluir
  22. Voltando nessa tarde para agradecer
    sua presença sempre carinhosa, no meu Cantinho, tbém quero elogiar seu post..As belas amizades são para sempre..E agradecer é um sentimento
    que adoro ter comigo
    Abraços com carinho
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  23. Menina pena que meu amor não esta aqui agora se não ja ia dar uma bituca nela rs, adoreiiiiii...

    ps:estou te adc com meu novo perfil pois o outro travou rs

    ResponderExcluir
  24. Olá Vilma,

    Será que o beijo tem território?
    Li seu belo e rico poema, tal como li outros, em seu blog, e onde o beijo é tema forte. É nele, que tudo começa e que tudo acaba.
    A sua poesia é sensual e nos põe, por dentro, da cena, quase.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  25. SER CRIANÇA

    Quero voltar a ser criança
    Correr pelos campos
    Sujar-me com a pureza da terra;
    Banhar-me nas águas da cachoeira
    Conectar-me com a linguagem do mundo
    Traduzindo-o em brincadeiras.

    Quero dialogar com a minha infância
    Descobrir-me em sua rebeldia oculta
    O cúmplice de uma revolta sem feridas

    E titubear sílabas de ordem.

    Quero voltar a ser criança
    Para reconhecer em cada rosto
    Um gesto de bondade.
    Caminhar pelas margens de um rio
    E medir seu mistério;
    Deixar que a chuva molhe minha alma
    Enquanto meu corpo sacia-se em liberdade...


    * Agamenon Troyan

    ResponderExcluir
  26. Voltei para ler esse rondel que é de encantar pela criatividade e originalidade...
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  27. Quando os desejos
    fazem as flores beijarem
    os colibris
    os mares beijarem
    as mornas praias
    e os versos enlouquecerem
    as línguas

    mui belo

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderExcluir
  28. Olá, como está!
    Tenho andado arredado do computador, por motivos vários. Ai, o verão!...
    Deixo um beijinho para si!

    ResponderExcluir
  29. Nossa,adorei mesmo seu blog,parabéns.
    Quer divulgar seu blog em meu Portal,é so fazer uma visitinha,será muito bem vindo.
    Até mais

    ResponderExcluir
  30. Vila querida! Como está? Passando pra reler e desejar um abençoado início de semana!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/


    ResponderExcluir
  31. Oi Vilma.
    Divulguei sua postagem no Portal teia.
    Até mais

    ResponderExcluir
  32. Olá cara amiga, bom dia!
    Uma novidade te espera no meu blog.
    Dê uma olhada, e quem sabe desperte seu interesse lhe motivando a participar, o que será, pra mim, uma honra.
    Um abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  33. Vilma.. o beijo é o encontro das almas..
    tem coisa melhor que um beijo? momento unico..

    bjinho

    ResponderExcluir
  34. Nao preciso ser doutor em poesia para senti-la,
    Nao sou doutor, mas sinto dor,
    A dor de amar a poesia,
    E uma bela, cativante poesia como esta...
    Deixou-me leigo diante de tanto brilho,
    Dom e talento,

    Satisfeito...
    Desouza

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!