Marcadores

Seguidores

domingo, 9 de outubro de 2011

Pudera ser Agora


PUDERA SER AGORA

Pudera ser agora o que virá amanhã
Junto do primeiro rosado d´ aurora,
Raiar meu corpo no teu sem demora,
Em claves de sol na tua flauta de afã.

Amar-te no éden da minha boca cortesã
Ao som gutural de teu instinto animal!
Deus Pã ! Jugular do teu corpo pontual
Pondo em meus lábios o gosto da romã.

E quero-te bem mais que esse agora breve.
Quero-te amanhã, dias, noites e a toda hora
Nascente e remanso, música que devora

O prazer de te amar num tempo que se atreve
Medrar esperas sem nos deixar ir embora
Calcando-nos de amor que não evapora.

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

2 comentários:

  1. minha linda e carinhosa amiga!
    Vc está explodindo com essa poesia que encanta...e me deixou maravilhada...
    -Não deixe morrer a criança que existe dentro de vc...
    Parabén pelo teu dia ,pelo meu dia ,pelo nosso dia!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    bjsssssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Amor que não evapora, isso sim é amor...

    Suas palavras me encanta!

    Saudações

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!