Marcadores

Seguidores

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Guizo da Solidão


GUIZO DA SOLIDÃO
Soneto/Estilo Montenegrino

A solidão é guizo parido,
Acrescido prejuízo ao relento,
Som rebento, sem aviso, sofrido,
Adido friso, mó de pensamento.

Cinzento chocalhar movediço
Faz reboliço de andar friorento,
Ciumento de espaldar caniço,
Feitiço de pegar sofrimento.

É agarramento de se ferir louco,
Rouco, ao ganir a dor em arrastão
Sem condão, nesse ir leso e mouco.

Translouco de sangrar na percussão,
Em aflição, ao desfiar mais um pouco,
O que há pouco ilhou meu coração.

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!