Marcadores

Seguidores

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Estrela Cadente



ESTRELA CADENTE

A noite passou e ninguém viu
Uma estrela cadente no céu,
Por um breve instante ao léu
Emigrando do ponto que surgiu.

Num piscar de reta cintilante
Houvera em meus olhos a fração
Do universo, movimento- ação
Desprendendo-se faiscante.

Força e luz da órbita celeste
Na varanda dos meus cílios
Fragmentando-se em desvarios,
Curvados na paz que me veste.

A noite passou e ninguém viu....
O cenário cintilar que comigo partiu....

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

Um comentário:

  1. Vilma

    Querida Poeta magistral tua inspiração deixando tua rima deslizar de maneira intensa e trabalhando com requinte nas imagens.
    Magnífico trabalhos!
    Um beijo de violetas e meu carinho.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!