Marcadores

Seguidores

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Albatroz


ALBATROZ

Sutilmente digo que ouço tua voz
Nos murmúrios do meu coração,
Impulsionada por pura emoção
A voejar junto de ti, meu albatroz.

 
Deixo-me embalar no crescente,
Na pressa das nuvens azuis- liláses
Equalizando sons em vôo de ases
Permitindo meu mundo continente.

E singro o teu amor de tal envergadura
Em mergulhos imersos no ar e no mar,
Rasgo cortinas de ternuras a me guiar
E não resisto ao príncipe das alturas,

Errante, liberto, solitário a declamar
Aos meus ouvidos tua poesia de amar.


Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!