Marcadores

Seguidores

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Olhar da Manhã

Obra de Vladimir Volegov

OLHAR DA MANHÃ - Rondel X

Amanheceu como quem já dormiu
A calma noite de um sono profundo,
Deixando luzir o amor liberto do gradil
Debaixo de dois olhos moribundos.

Repleto de cores e texturas à fundo,
Ao primeiro raio de sol tramou-se o redil,
E todo rosto iluminou-se e desvestiu
A calma noite de um sono profundo.

Ao súbito da luz, ao sol do tom febril,
Fez-se pressa no mistério que circundo
À palma da mão na aurora que me viu
Em tua boca aos olhos do meu mundo.
Amanheceu como quem já dormiu!

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!