Marcadores

Seguidores

sábado, 15 de janeiro de 2011

Despertar

Obra de Vladimir Volegov

DESPERTAR - Rondel XII -

Nunca mais meu olhar ousou ter sono
nas brumas do teu olhar acordado!
Foi-se o morno tempo de um outono,
com ele todo o sentir acabrunhado.

Teu olhar desperto fez-te meu dono
num jardim de vultos que num brado
nunca mais meu olhar ousou ter sono
nas brumas do teu olhar acordado!

Talvez reconheças meu colo, teu trono,
entre meus braços num enlace apertado
feito maré de lua cheia que espiono
em nossos olhos de amor acordado.
Nunca mais meu olhar ousou ter sono!

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!