Marcadores

Seguidores

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Oráculo do Meu Amor


ORÁCULO DO MEU AMOR

No colo das alvuras levo a cruz
Do amor que ao peito me cabe
Por sagrado em profano alarde
Nesse céu incensado por tua luz.

E ouço do coração meu oráculo
Em preces por tua boca querente,
Ritualizando consagradamente
Meu ofício ao teu tabernáculo.

Sobre todas as coisas, sem receios,
Teus cravos vermelhos, rubescentes,
São hóstias de auras nos meus seios

Ao jugo das vestes transparentes
Do meu amor desnudo que ponteio:
Tu, meu doce pecado fremente !

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!