Marcadores

Seguidores

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Fada Nua


FADA NUA

...E no mágico instante da transcendência
O coração bate e rebate ardente
No gosto latente da pele sem maquiagem.
Sensibilidade viajando pelo tempo
Na poeira da menina, cristalina, sonhadora...

Cabelos ao vento, corpo nu,
Adornos de beleza poética
Que feliz fala do amor
Canta a alvura da vida
Na intensidade das fantasias
Sorri fagueira
E ama desmaiar os olhos em cegueira.

Braços estendidos, mãos fiés à vida,
Força concentrada entre os sonhos e a razão
Prá seguir em frente numa perfeita corrente
Respirando a criação
Neste mar agreste transformador
De sentimentos em retratos de emoção.

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!