Marcadores

Seguidores

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Aprendiz do Inverso


APRENDIZ DO INVERSO

Há um verso no quadrante da lua
Desembrulhando um papel de seda.
De tão fino e raro
Faz-me acocorar nessa palavra:
Se houver pouco muito me importa,
Se muito não me achará morta.

No amarfanhar desta espera
Há um gancho que me pendura muda
À espreita do eclodir no meu avesso
Só prá te ver espesso
No interior deste quarto de jornada.

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!