Marcadores

Seguidores

sábado, 23 de outubro de 2010

Velejando...


VELEJANDO...

Mareio águas de sossego
Recantando os mistérios
Que ecoam meus apegos
Aos azuis do mar sidério.

E a imensidão me cativa
Velejar à luz que impoluta
Meu corpo de água viva
Remando-me devoluta.

Por ondas de transes
Pela espinha dorsal
Enluarada de fases
Num cortejo abissal.

Ao encontro de Netuno,
Senhor de toda realeza
Nesse meu amor uno
Espraiado na natureza.

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!