Marcadores

Seguidores

sábado, 23 de outubro de 2010

Cartografia


CARTOGRAFIA


Trabalha o mar em meu silencio
Entre o céu e a saudade que me resta
Na ânsia de ser palavra que gesta
A luz, chave astral do meu solstício.

E move-me em ondas recorrentes
De íntimo amor em águas marinhas;
Faz-me operária do sal, me alinhas,
Ao giro mágico da poésis permanente.

E instauras estações e oceanias
Que me alagam e não se contentam;
Imersas, irrompem e fomentam
Meu corpo irisado em cartografias.

Ah ! Lumina de sonho intenso!
Verbo de luz, profunda cor,
Intensidades retiram meu palor:
Sou flor marinha e em ti me adenso.

Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados ®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!