Marcadores

Seguidores

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Tardes de Outono


TARDES DE OUTONO

Adoro as tardes de outono
Espelhando o transluzir do sol na natureza!
As cores se avivam e o amarelo é ouro
Nas flores que absorvem essa luz viva
Entre o verde encorpado das árvores
E o canto dos pássaros em aconchego.

Expande ao vento o cheiro adocicado dos frutos
Provocando-me essa languidez, sem pressa de sair,
Olhando o céu invadido por tons mesclados
Esperando o vermelho poente nas trilhas
Da brisa na minha pele, a mesma que anima
A lua despontar por entre os lampejos
Do sol que ainda não se escondeu....

Adoro as tardes de outono...
Descansando por esse vale
Ouvindo as águas do riacho
Que murmura sobre a pedra,
Pois o que passa amadurece
E também permanece expandido
No leito do infinito à espera
De mais uma noite
Prolongando essa preguiça
De lhe dizer adeus...

 
Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados®

Um comentário:

  1. - Belas tardes de outono. Eu disse à prima Vera. Um abraço poético, querida Vilma. LEANDRORECIFE.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!