Marcadores

Seguidores

domingo, 29 de agosto de 2010

Regresso


REGRESSO

Meu amor no mar se perdeu
Entre borrascas de mau tempo
Velejando horas escuras no breu
Singrando rotas à contratempo.

Enfrentou os ventos e as marés
Sob fortes chuvas em alto mar
Levando consigo tesouros de fé,
Nas arcas esperanças a sonhar.

E resistiu bravamente as tempestades
Do medo, da solidão, da ira desconexa
Superando a própria fragilidade
Quando a bonança se fez amplexo.

Da prece ao porto, âncora do amar,
Regressa o barco às águas tranqüilas
Sonhando-te na proa a navegar
 Mar do meu amor em tuas pupilas.


Vilma Piva
Direitos Autorais Reservados®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo carinho da sua leitura!
Deixe seu comentário, ele é muito importante!